Através de fotografia, objetos e material de arquivo, este trabalho constrói narrativas possíveis para contar a história de quatro mulheres diferentes que moram no bairro do Bixiga, localizado na região central de São Paulo.

 

Sonia é ex-costureira da Vai-Vai, tradicional escola de samba, Marcella é dona de um restaurante italiano que durante as noites se transforma em palco para apresentações de vogue, Mira e Alba são um casal apaixonado

donas de um antiquário na rua 13 de maio.

O Bixiga é estruturalmente uma das regiões com maior diversidade cultural da cidade; A migração nordestina divide espaço com a italiana, o samba começa religiosamente às 19h no horário em que o sino da igreja toca, avisando a todos que a cerimônia acabou. Ao lado de um hotel vazio, um casal tímido dança ao som do último hit do mês.

Este trabalho, em colaboração com Pétala Lopes faz parte do número 07 da revista alemã Flaneur, e foi comissionado pelo Goethe Institute de São Paulo.

Through photography, objects and arquival material, this piece create visual narratives to tell the story of four different women who live at Bixiga neighbourhood, located in the central region of São Paulo.

 

Sonia is a former seamstress at Vai-Vai, a tradicional samba school, Marcella is a women who owns an italian restaurant which is turned into a stage for vogue performances at night, Mira and Alba are a couple in love.

 

Bixiga is structurally one of the most culturally diverse regions in the city; The Italian migration shares space with the Northeast, the samba begins religiously at 7 pm by the time when the church bell rings, warning everyone that the ceremony is over.

Next to an empty hotel a shy couple dances to the last hit of the month.

 

This work, in collaboration with Petala Lopes, is part of the issue number 07 of the German magazine Flaneur, and was commissioned by the Goethe Institute.

  CAMILA 

  SVENSON